passo 3: lavar e tingir.

O fio é posto em meadas lavadinho e seco.
Após várias lavagens para tirar bem a goma passa-se à fase de dar cor à seda. Pois, não pensavam que só havia seda amarela pois não!

O tingimento é um processo totalmente biológico ou verde. O que não admira porque os aldeões não têm acesso a tintas industriais! Para tingir usam-se plantas nativas. A cor caqui conseque-se com manga. o Eucalipto dá um verde acinzentado. E o fantástico indigo, dá Indigo ou em bom português anil.


Secam-se as flores de anil. Esmigalham-se e deixam-se fermentar. Mistura-se isso com carvão e já está! Põe-se a seda em água a ferver com essa mistura. O resultado é o que se vê nas figuras.


A seda tingida em fases subsequentes é fiada (as fibras tingidas são usados para fazer um fio usando um fuso ou uma roca para as combinar, orientar e torcer) e depois dobada (enrolada em novelos ou bobines) .

1 comments

  1. Rick  

    The effort that these people do is has no comparison, what they do is pure art. I know about some who can ingest the most Tadalafil in only one minute, that is art too.

Post a Comment